A experiência de um datathon

por Ana Ciconelle

 

“Gostei de poder ajudar na luta contra câncer ao mesmo tempo em que eu pude aprender mais sobre o panorama da situação atual do câncer de mama no Brasil”
Viviane Santos

 

A equipe da MaChiron juntamente com amigos e colaboradores participou do Datacare: maratona contra o câncer organizado pelo Hospital Israelita Albert Einstein e pela Abrale. Aqui vamos compartilhar um pouco desta experiência.

Primeiramente, o que é o Datacare?

É um evento que visa encontrar respostas, através da ciência de dados, para a melhoria do diagnóstico precoce do câncer de mama. Para isso, o evento seguiu o formato de um datathon, ou seja, uma maratona de 48 horas em que equipes multidisciplinares estudam o problema escolhido e propõem uma solução baseada em ciência de dados ao final do período.

O problema

O câncer de mama é uma das neoplasias mais comuns entre as mulheres, sendo que em 2019, correspondia a 29,5% dos cânceres em mulheres (sem incluir o câncer de pele não melanoma) [1]. Além disso, nos últimos anos, em torno de 40% das pacientes iniciaram o tratamento nos estadiamentos 3 ou 4, ou seja, quando o câncer está em estado mais avançado, levando a um tratamento mais doloroso e menor chance de sobrevida. Diante deste cenário, nós tínhamos que identificar fatores associados a esse diagnóstico tardio e propor uma solução.

O evento

A nossa equipe Chiron era composta por cientistas de dados, programadores e médicos e, apesar de termos experiência com dados da área da saúde, o câncer de mama era um assunto novo para todos os participantes. Deste modo, a organização do evento foi essencial para nos guiar no problema e no desenvolvimento de uma solução, fornecendo palestras bem estruturadas e mentorias com pessoas incríveis e dispostas a ouvir o nosso pitch às 21h do domingo! Mesmo sendo totalmente virtual, o apoio dos mentores e palestrantes foi essencial para conseguirmos montar uma solução em 48h!

A solução

A partir da análise de dados públicos, em especial, do Datasus e da pesquisa Vigitel, conseguimos observar alguns padrões sociodemográficos e comportamentais que estavam mais associados à não realização da mamografia nos últimos dois anos em mulheres que deveriam estar fazendo o rastreamento, conforme a recomendação do Ministério da Saúde. De posse destes insights obtidos a partir da ciência de dados, propusemos utilizar este conhecimento dentro de campanhas de impulsionamento de marketing digital, com o objetivo de alocar recursos de forma mais eficiente direcionando as campanhas para o perfil de mulheres com maior probabilidade de baixa aderência ao rastreamento do câncer de mama. Para conhecer e saber mais, veja o nosso pitch aqui [2]!

No final do evento, a nossa equipe conseguiu o terceiro lugar entre as 47 equipes inscritas. Apesar de apenas 3 projetos terem sido vencedores, todas as soluções contribuem para o combate ao câncer de mama e esperamos que todas consigam se tornar produtos de sucesso.

Agradecemos à toda organização pela realização deste evento de grande importância para as mulheres!

 

Referências

[1] A situação do câncer de mama no Brasil: síntese de dados dos sistemas de informação. 2019. Ministério da Saúde – Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Disponível em: www.inca.gov.br/publicacoes/livros/situacao-do-cancer-de-mama-no-brasil-sintese-de-dados-dos-sistemas-de-informacao

[2] Apresentação do Datacare e os vencedores. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=cyzlBVVU32k&feature=youtu.be&ab_channel=EnsinoEinstein